Em Estética Corporal

Uma nova tecnologia chegou ao Brasil e veio com muito potencial para se popularizar bastante com o passar dos anos. Estamos falando da intradermoterapia pressurizada, um sistema seguro e minimamente invasivo que permite a realização de tratamentos estéticos sem o uso de agulhas.

Fora do país essa tecnologia já era usada para tratamentos de saúde, como vacinas, anestesias e aplicação de insulina, por exemplo, e é a opção mais indicada para as pessoas que tenham fobia à agulha ou até mesmo que queiram apenas se prevenir das possíveis complicações que as aplicações com agulhas podem trazer. No Brasil ela chegou como uma forte aliada dos procedimentos estéticos. Entenda melhor:

Como a intradermo pressurizada funciona

A aplicação funciona através de um jato de pressão dosada que rompe a pele a ponto de injetar as pequenas doses de medicamentos nas regiões desejadas. Antes da aplicação é feita apenas uma higienização no local, e em seguida o aparelho é posicionado e disparado. Tudo acontece de forma bastante rápida e indolor, para maior conforto do paciente.

Para quais procedimentos estéticos a intradermo pressurizada é indicada

A intradermoterapia pressurizada é indicada para diversos tratamentos diferentes, e apenas trocando o ativo que será inserido é possível percorrer de um tipo de tratamento para o outro. As aplicações podem combater a gordura localizada, eliminar papada e flacidez, amenizar celulites, estrias, manchas e alopecias, rejuvenescer a pele, trabalhar na suavização de quelóides, estimular o crescimento capilar, ajudar no emagrecimento, estimular a produção de colágeno e agir até mesmo como agente antiestresse.

Cuidados que se deve tomar com a intradermoterapia pressurizada

Quando executado corretamente e com materiais de qualidade, a intradermo pressurizada é um método seguro, indolor e minimamente invasivo, mas quando executado de maneira incorreta ou fazendo uso de materiais de qualidade ruim, esse método pode apresentar riscos como qualquer outro. Por isso é muito importante que o trabalho seja feito com um profissional de confiança e que utilize materiais certificados pela ANVISA. Somente assim é possível ter a garantia de que além da eficácia, o tratamento não irá gerar danos.

 

Posts recentes

Deixe um comentário

lifting não cirúrgico